Barcelona Bridal Fashion Week vira referencia mundial da moda nupcial


Por: Jussara Pires Moura

Em uma semana intensa de desfiles e atividades, realizou-se de 23 a 29 de abril mais uma edição da Barcelona Bridal Fashion Week ponto de referencia mundial da moda nupcial. O pavilhão 1 localizado, em Montjuïc da Feira de Barcelona, em Praça Espanha, foi o local da passarela, onde quase trinta empresas lideres do setor nacional e internacional  apresentaram suas coleções para a temporada de 2019, cuja criatividade e inovação dos estilistas fizeram o deleite dos públicos que estiveram nos desfiles.
Também foi destaque do certame o espaço do “Village” ou sala de exposição e entretenimento, como a exposição de 15 vestidos da Fundação Rocamora, que foram desde Chanel, Balanciaga, Pertegaz, Lacroix, Givenchy, entre outros.
O modelo de Lacroix marcou época com seu estampado de flores vermelhas e o de Givenchy um casaco em cor verde brilhante com rebites em dourado. Com intuito de inovar a direção da Feira de Barcelona, igualmente, levou alguns desfiles a lugares emblemáticos da cidade.
O destaque desta inovação coube a Jordi Dalmau – Costura que há 10 anos mostra em passarela muito entusiasmo ao apresentar espetáculo com moda. Este ano o Teatro Condal de Barcelona com um cenário de um castelo e grande escadaria foi onde Jordi Dalmau deu mostra de sua versatilidade artística ao mesmo tempo em que mostrou sua coleção “EMOTIONS”.  Através do slogan: “Podes pedir a alguém que faça o deixe de fazer alguma coisa, mas que nunca deixe de sentir as emoções”. Com esta base de inspiração Jordi Dalmau, com talento e arte apresentou sua coleção de vestidos de noiva.
Show, arte como em “BROADWAY”
“Para o estilista Jordi Dalmau-Costura.” estes 10 anos desfilando e mostrando show e arte na Bridal, completam uma trajetória de emoções que comparte com muitas noivas que vestiu ao longo de este tempo. Como o desfile deste ano o fez reviver tudo com dupla emoção, o estilista mais uma vez inovou com desenhos exclusivos e artesanais. Igualmente, o público que lotou as 3h30 da tarde o teatro e que o acompanha sempre se empolgou com a magia das alas de voador de Jordi, pois, por si só, o cenário do castelo com sua grande escadaria formaram junto com as músicas, as danças, os diálogos e toda a coreografia do espetáculo uma obra de arte e moda ao conseguir mostrar uma coleção de modelos de noiva que surpreendem e emocionam.

Para tanto, todos os vestidos foram realizados de forma simples, mas levando encima outro sobrevestido, que confeccionado com elegantes bordados e tecidos de brocados combinavam com encaixes de chantilly e o guipure, além do tule que realçava mais o dramatismo dos modelos das saias de tule com muito volume. Com isto, o espetáculo envolvendo tantos elementos foi como uma referencia a BROADWAY, onde a atuação e a criação de Jordi Dalmau- Costura se funde entre a magia e a realidade.
Enquanto que, as propostas de outros estilistas, seguiam as mesmas tendências de que os modelos de noivas apresentam os corpos ajustados às cinturas; são com degotes palavra de honor ou ousados degotes na frente separando o busto e com as costas totalmente descobertas, também uns vestidos levam alças e outros são com mangas transparentes. Já as saias dos modelos são justas ou com muito volume que levam incorporado a saia a cauda do vestido.
Muitos estilistas continuam usando as transparências com calças de legs e capas esvoaçantes. Já as saias com abertura na frente ou lateral, confeccionadas em tecidos de rendas, tules e organza tem um caimento perfeito dentro do estilo prêt-a-porter. Já as novidades da moda nupcial masculina mostrada apenas por dois estilistas estiveram marcadas por suas nuances.
O veterano Carlo Pignatell com sua coleção Cerimonia 2019, fez uma releitura de antigas coleções destacando trajes com esmoques, ternos y como novidade no lugar da gravata tradicional, lenços tipo echarpe levando em vez do nó da gravata um pregador. Ramon Sanjurjo com a coleção Romance inspirada nos anos 20 e o personagem do Gran Gatsby reinterpretou a época dourada dos casacos e coletes xadrez, a moda dos chapéus de palha e inovou com toque contemporâneo vestindo o noivo com terno verde oliva. “Outra novidade para os homens mostrada na passarela foi uma camisa branca que ao invés de levar os tradicionais botões levam contas de pérolas uma junto a outra, que são abotoado com ganchos do mesmo tecido como os realizados nos vestidos.
Para comemorar o 30º aniversário da empresa, a estilista Merche Segarfa deJesus Peiró realizou a coleção Heritage inspirando-se no nome da própria empresa. A estilista revisa os valores da Casa: os degotes Halter, a fluidez dos modelos, os laços e as mesclas de tecidos.
A estilista Cristina Tamborerotrouxe à passarela a tradição da coleção “Hanami” de inspiração japonesa que é a beleza de observar as flores em todo seu mestice de cores. Porém, a coleção mais brilhante com muito branco e toques de cores da empresa francesa Cymbeline “París Forever” destacou um emblemático passeio pelos bairros de Paris e o trabalho de seus artesãos que realizam, igualmente, trabalhos para as grandes empresas de moda. Uma beleza de coleção foi a que apresentaram Marco & Maria com tema de história poético. Desta vez, a tranquilidade do inverno se reflexa nos sutis vestidos de tule que navegam entre as cores indefinidas da pérola e do champagne que ficam na memória dependendo das emoções, de outros estilistas.
Nas fotografias cedidas pela Bridal estão as maravilhas dos vestidos. 

Comentaris

Entrades populars d'aquest blog

CHORUS LINE producido y codirigido por Antonio Banderas llega al Teatre Tívoli el 21 de febrero

Gira y prórroga en Madrid de PESADILLA EN LA COMEDIA